Este acervo vai se somar àqueles já abertos ao público, a saber: Serviço Nacional de Informações (SNI); Comissão Geral de Investigações (CGI); Conselho de Segurança Nacional (CSN); Divisão de Inteligência do Departamento da Polícia Federal (apenas do Distrito Federal, Minas Gerais e Paraná); Conselho Nacional de Energia Nuclear (CNEN); Companhia Docas do Estado de São Paulo (CODESP); Rede Ferroviária Federal S.A. – Estrada de Ferro Leopoldina (RFFSA/RJ); Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP); Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); Divisão de Segurança e Informações do Ministério da Fazenda e Comissão Especial de Investigação do Banco do Brasil.

Todo esse conjunto documental já ultrapassou o montante de um milhão de páginas de textos recolhidos. Também foram identificadas, no acervo do SNI, cerca de 250 estruturas setoriais de informação, instaladas, à época, nos Ministérios Civis e em seus órgãos vinculados, por meio de documentos produzidos por essas estruturas, fruto do trabalho de investigação da intrincada rede que compunha o Serviço Nacional de Informações em operação nos anos 1960-1990.

Fonte: Arquivo Nacional

Acervos das Assessorias de Segurança e Informações são recolhidos ao Arquivo Nacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*