A reportagem Futuro Próximo (agosto), mais especificamente o item sobre carreira de gerente de memória institucional, tem gerado um certo burburinho entre os nossos leitores. Os profissionais da área têm razão ao dizer que as competências citadas na matéria, como pesquisar, consolidar e armazenar de forma organizada a memória institucional da empresa, são mais adequadas ao arquivista.

A leitora Ana Suely Pinho Lopes, formada em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Ceará e em Arquivologia pela Universidade de Brasília, nos esclarece que é o arquivista que faz a gestão dos documentos físicos e eletrônicos da empresa com o apoio da tecnologia, embora o bibliotecário também trate dos sistemas de informações. Mas vejam o que ela diz sobre o futuro da profissão: “Este profissional está tendo uma grande oportunidade e atuação no mercado à medida em que as organizações vão tomando consciência do poder da informação tratada e organizada, do seu valor estratégico para a tomada de decisão. Como gestora da área de informações, um dos meus grandes desafios hoje é reter profissionais de arquivo, sejam estagiários ou analistas, pois sua importância no mercado já é uma realidade. O futuro é promissor e as oportunidades são imensas.”

Pelo visto, o mercado já está em evidência.

Fonte: Blog Voce S.A.

Arquivistas do futuro

2 ideias sobre “Arquivistas do futuro

  • 12/09/2010 em 19:40
    Permalink

    A arquivologia ainda engatinha como ciência e isso faz com que outros profissionais façam o trabalho que é de competencia dos arquivistas, alem disso as empresas querem diminuir os custos com a massa documental e para isso estao convergindo seus documentos para a virtualizaçao, que e uma tendencia.

    Resposta
  • 27/10/2010 em 11:58
    Permalink

    Jean, pode ser documentos digitais, em papel ou pedra. Ainda assim irá ser necessária uma gestão eficiente e com base teórica e pratica na arquivística para essa informação ser verdadeiramente útil. E para isso é necessário um especialista: um arquivista.

    Tendência para os profissionais da área é o aperfeiçoamento em informática e métodos com preço x beneficio maior do que outros profissionais não especializados.

    Outro ponto: Massa documental em papel continua sendo Massa documental digitalizada sem tratamento.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*