O Orkut foi a primeira rede social de impacto no Brasil, responsável por fazer a educação digital de milhares de pessoas, além de possibilitar a inclusão digital de diversas classes sociais na rede. Mas além disso, as comunidades eram muito interessantes, pois de alguma forma migraram as discussões que antes eram feitas em listas por e-mails para a interface da rede social.

O Google resolveu reconhecer a qualidade destas discussões e disponibilizou para pesquisa o conteúdo das comunidades. Fez correto, aplicou o princípio de migração de conteúdo, além de deixar este importante registro da história digital brasileira disponível. Na preservação digital existem determinadas estratégias adotadas para atender determinados objetivos. Dentre elas podemos destacar as operacionais: migração, emulação, conservação da tecnologia e encapsulamento.

Agora, na página inicial do Orkut, é possível ler uma mensagem que diz: “De janeiro de 2004 a setembro de 2014, milhões de pessoas, espalhadas pelo mundo todo, se reuniram para discutir interesses comuns em uma vasta coleção de comunidades do Orkut. Com o objetivo de preservar a história de conexões e conversas do Orkut, este arquivo traz todo o conteúdo público dessas comunidades. Por favor, visite nossa Central de Ajuda para obter mais detalhes”.

Abaixo, há um campo “Explore”, em que é possível procurar comunidades pelo título, em ordem alfabética.

No blog do Google Brasil, há uma postagem sobre o fim da rede social. Nela, a equipe comenta sobre o arquivo que ficará disponível, dizendo que ele possui 51 milhões de comunidades, 120 milhões de tópicos, e mais de 1 bilhão de interações.

Como somos primitivos digitais, agradecemos que esta parte de nossa história fique registrada para pesquisa futura.

Post original em: http://arquivistadoispontozero.wordpress.com/2014/10/01/orkut-exemplo-de-preservacao-digital-da-informacao/

Orkut: exemplo de preservação digital da informação
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*